Cervejarias artesanais temem ser afetadas por caso Belorizontina – Guajara Hoje

Cervejarias artesanais temem ser afetadas por caso Belorizontina

<div class="media_box full-dimensions460x305">

<div class="edges">
<img class="croppable" src="https://img.r7.com/images/belorizontina-10012020184818410?dimensions=460×305&amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;resize=460×305&amp;amp;crop=1272×843+105+203&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;resize=460×305&amp;amp;crop=1272×843+105+203" title="Ingestão de Belorizontina causou duas mortes" alt="Ingestão de Belorizontina causou duas mortes" />
<div class="gallery_link">
</div>

</div>
<div class="content_image">
<span class="legend_box ">Ingestão de Belorizontina causou duas mortes</span>
<span class="credit_box ">Divulgação</span>
</div>
</div>

<p>
As cervejas artesanais caíram no gosto dos brasileiros e impulsionaram a abertura de cervejarias nos últimos anos. Agora, o setor que cresce 20% ao ano teme pela primeira vez perder clientes diante da morte de <a href="https://noticias.r7.com/minas-gerais/mg-record/videos/idoso-e-2-vitima-de-doenca-que-pode-ter-sido-causada-por-cerveja-15012020"><strong>duas pessoas após consumirem a Belorizontina</strong></a>, produzida pela cervejaria Backer.</p>
<p>
"Foi um fato muito isolado, sem precedentes, Consumir as cervejas artesanais segue seguro. Para que isso não se repita e seja mantida a confiança dos consumidores, temos que apostar na transparência", analisa o presidente da Abracerva (Associação Brasileira de Cerveja Artesanal), Carlo Lapolli, que destaca a fiscalização constante nas instalações de cervejas artesanais.</p>
<p>
O analista de investimentos da Capital Research, Samuel Torres, observa que o recente caso de contaminação pode "ter algum impacto de imagem" no segmento das cervejas artesanais. "As pessoas podem ficar com algum receio de consumir cervejas de origem desconhecida", prevê ele.</p>
<p>
<strong>Leia mais: <a href="https://noticias.r7.com/minas-gerais/agua-usada-na-producao-de-cerveja-na-backer-foi-contaminada-15012020">Água usada na produção de cerveja na Backer foi contaminada</a></strong></p>
<p>
Dados da Abracerva apontam para a produção aproximada de até 380 milhões de litros fabricados por ano pelas cervejarias artesanais independentes instaladas em território nacional.</p>

<div class="related_content">
<h6>Veja também</h6>
<ul>
<li><a href="http://noticias.r7.com/minas-gerais/backer-pode-ter-registro-cassado-e-fica-fechada-ate-provar-seguranca-15012020">Backer pode ter registro cassado e fica fechada até provar segurança</a></li>
<li><a href="http://noticias.r7.com/agricultura-confirma-que-agua-usada-por-cervejaria-backer-estava-contaminada-15012020">Agricultura confirma que água usada por cervejaria Backer estava contaminada</a></li>
<li><a href="http://noticias.r7.com/minas-gerais/sobe-para-18-os-casos-suspeitos-de-contaminacao-por-cerveja-15012020">Sobe para 18 os casos suspeitos de contaminação por cerveja</a></li>
</ul>
</div>

<p>
De acordo com o 1º Censo das Cervejarias Independentes Brasileiras, o Estado de Minas Gerais, onde está localizada a fábrica da Belorizontina, concentra o terceiro maior número de cervejarias artesanais do Brasil (13%).</p>
<p>
Rio Grande do Sul (20%) e São Paulo (18%) lideram o ranking. “A maior arte da produção de cervejas artesanais no Brasil está concentrada no Sul e no Sudeste do país", afirma Lapolli, que ressalta para a produção em mais de 500 municípios do Brasil. Com 3% das fábricas, a Bahia reúne o número de cervejarias fora do eixo Sul-Sudeste.</p>
<p>
<strong>Veja mais: <a href="https://noticias.r7.com/minas-gerais/backer-pede-para-consumidores-nao-beberem-cerveja-belorizontina-14012020">Backer pede para consumidores não beberem </a></strong><a href="https://noticias.r7.com/minas-gerais/backer-pede-para-consumidores-nao-beberem-cerveja-belorizontina-14012020"><strong>Belorizontina</strong></a></p>
<p>
Entre as empresas entrevistadas pelo censo do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), 70% possuem entre 1 e 4 anos e somente 4% estão no mercado há mais de 10 anos. Segundo o estudo, um terço dos cervejeiros apostava no ganho de até R$ 180 mil no ano passado. Outros 3% previam o faturamento acima de R$ 4,8 milhões.</p>
<p>
O Ministério da Agricultura, <a href="https://noticias.r7.com/jr-24h/boletim-jr-24h/videos/policia-e-ministerio-da-agricultura-fazem-nova-vistoria-em-cervejaria-suspeita-de-intoxicar-17-pessoas-14012020"><strong>responsável pela regulamentação e fiscalização do setor</strong></a>, aponta o Brasil como o terceiro maior mercado de cervejas do mundo, com o faturamento de R$ 100 bilhões por ano, valor que representa 2% do PIB (Produto Interno Bruto Nacional).</p>
<p>
Ao todo, são mais 1.190 empresas registradas para a produção de 14 bilhões de litros por ano e geração de 2,7 milhões de empregos. Somente no segmento de cervejas artesanais, o número total de funcionários soma 37 mil.</p>

<div class="media_box full-dimensions460x305">

<div class="edges">
<img class="croppable" src="https://img.r7.com/images/deposito-da-ambev-26062018123010255?dimensions=460×305" title="Cervejas artesanais não ameaçam gigantes do setor" alt="Cervejas artesanais não ameaçam gigantes do setor" />
<div class="gallery_link">
</div>

</div>
<div class="content_image">
<span class="legend_box ">Cervejas artesanais não ameaçam gigantes do setor</span>
<span class="credit_box ">Roosevelt Cassio/Folhapress</span>
</div>
</div>

<p>
<strong>Ameaça às gigantes</strong></p>
<p>
Mesmo com o crescimento recente das cervejas artesanais no Brasil, o ramo ainda não é uma ameaça às gigantes do setor. "O segmento de cervejas artesanais é o que vem mais crescendo, porém, ainda representa menos de 1% do mercado de cervejas”, afirma Torres.</p>
<p>
Para não perder espaço no mercado, Torres explica que o segmento tradicional aposta nas cervejas premium. "É um dos poucos meios que as cervejarias encontraram para crescer nos últimos anos”, avalia ele, que cita a criação de duas marcas artesanais dentro da Ambev.</p>
<p>
Para o analista de investimentos, o caso de contaminação de quem ingeriu a Belorizontina pode alavancar as vendas da cervejaria tradicional. “As pessoas podem ter receito de consumir as cervejas artesanais de marcas desconhecidas e comprar a Colorado, que é fabricada pela Ambev, por exemplo.”</p>
<p>
 </p>
<p>
 </p>
<p>
 </p>

<div class="media_box embed intertitle_box">

<div class="content">As cidades mais baratas do mundo para tomar cerveja</div>
<span class="author"></span>
</div>

<iframe frameborder="0" id="iframe-gallery" src="/embeds/gallery/5dd84a20ca908428e2002f2e" style=" width: 790px; overflow: hidden; height: 750px;"></iframe>

<p>
 </p>
<p>
 </p>
<p>
 </p>
<p>
 </p>

Powered by WPeMatico

Please follow and like us: