Falta de recursos faz Guajará-Mirim ficar um ano sem coleta de sangue – Guajara Hoje

Falta de recursos faz Guajará-Mirim ficar um ano sem coleta de sangue

Há um ano os voluntários de Guajará-Mirim (RO) não conseguem doar sangue na cidade. O prédio onde era feita a coleta de bolsas foi construído em 2005 e, há pouco mais de um ano, por falta de recursos, os equipamentos usados pelos servidores foram levados para Porto Velho

Atualmente, a unidade conta com 17 funcionários e os que faziam a coleta de bolsas de sangue foram transferidos para o Hospital Regional Perpétuo Socorro.

Quando a unidade tinha todos equipamentos, em média, eram coletadas 100 bolsas de sangue por mês. Agora, os funcionários apenas redistribuem as bolsas de sangue enviadas Porto Velho, uma vez na semana.

As bolsas de sangue da unidade atendiam pacientes de Guajará-Mirim, Nova Mamoré e até bolivianos. No prédio, os funcionários realizam ainda atendimentos de 18 hemofílicos cadastrados na unidade, a maioria deles em indígenas.

Outro serviço oferecido é para as gestantes que precisam de fator RH negativo.

Fhemeron

Por telefone, a reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação da Fhemeron, mas foi informada sobre uma mudança na presidência e, por isso, ninguém poderia se posicionar sobre o assunto.

Fonte: G1 Rondônia

Please follow and like us:
error0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *