Japão pede que população abandone litoral após terremoto

Suga está revisando informação sobre possíveis vítimas

Suga está revisando informação sobre possíveis vítimas
KIMIMASA MAYAMA/EFE – 3.8.2017

O governo do Japão pediu aos moradores de várias áreas da região litorânea do noroeste do país que abandonem suas casas e busquem refúgio, depois do terremoto de 6,8 graus na escala Richter ocorrido nesta terça-feira (18).

O alerta foi feito pelo ministro porta-voz do governo japonês, Yoshihide Suga, em uma entrevista coletiva para informar dos efeitos do tremor sísmico que foi sentido com força na metade norte do Japão e que gerou um alerta de tsunami.

Suga disse que ainda se está revisando a informação sobre possíveis vítimas e acrescentou que as usinas nucleares da região afetada, nas províncias de Niigata e Yamagata, não registraram fatos anormais no seu funcionamento.

O ministro pediu aos moradores da região que estejam atentos aos meios de comunicação para terem mais informações sobre as consequências do sismo.

O terremoto aconteceu às 22h22 (horário local, 10h22 de Brasília) com epicentro no mar, em frente à fronteira entre as províncias de Niigata e Yamagata e a uma profundidade de 10 quilômetros, segundo informou a Agência Meteorológica do Japão.

Em Niigata a intensidade foi de 6 graus na categoria superior da escala japonesa (de 7 graus), o que indica um violento movimento sísmico, enquanto em Yamagata a intensidade foi de 6 graus na categoria inferior.

Além disso, foram registradas pelo menos duas réplicas na região com magnitudes de 3,8 e 4 graus na escala Richter.

O escritório do primeiro-ministro, Shinzo Abe, já criou um gabinete de crise para acompanhar a situação.

Please follow and like us:
error0