Professor faz vaquinha para pagar formatura para alunos do EJA – Guajara Hoje

Professor faz vaquinha para pagar formatura para alunos do EJA

Professor Nobu Kahi com seus alunos formandos da turma do EJA

Professor Nobu Kahi com seus alunos formandos da turma do EJA
Shodo Yassunaga/Divulgação

O professor de Artes Nobu Kahi trabalha e mora na cidade satélite de Taguatinga, no Distrito Federal. Neste ano, ganhou um presente especial: ser professor da turma do EJA (Educação de Jovens e Adultos) no Centro Educacional 6. 

“Foi uma experiência maravilhosa, via aqueles alunos chegando com uniforme de empresas depois de um dia de trabalho, mas com disposição e vontade de aprender”, conta. “Aquela vontade de aprender me comovia muito.”

Kahi conta que tinha alunos de 18 anos a 70 anos. “Muitos tinham parado de estudar e outros pisavam em uma escola pela primeira vez, é muito emocionante ter esse contato e ver que conseguiram chegar ao fim do curso.”

Para brindar esse momento especial, o professor decidiu organizar uma formatura. Como não havia tempo nem dinheiro disponível, ele pediu a ajuda de amigos e jogou a ideia nas redes sociais.

Estudantes dividiram as becas

Estudantes dividiram as becas
André Carvalho/Divulgação

Uma rede solidária se formou em torno da ideia da formatura. Fotógrafos e maquiadores doaram o trabalho. Faltavam as becas. “Eu consegui reunir R$ 200 em doações, o valor do aluguel completo da beca é R$ 50, então, alugamos quatro e os alunos faziam as fotos e trocavam com os colegas.”

O resultado foi um belo e solidário ensaio fotográfico com seus 40 alunos. E uma recordação para vida. 

Powered by WPeMatico

Please follow and like us: