Veja 6 dicas de interpretação de imagens na prova do ENEM

Desvendar os segredos do Enem exige habilidades que vão muito além de memorizar matérias e fórmulas matemáticas. Existem aspectos da prova que, em um primeiro momento, até parecem simples, mas se revelam verdadeiros obstáculos entre as vidas de vestibulando e de universitário — é o caso da interpretação de imagens.

Tão importante quanto raciocínio lógico e gestão do tempo, por exemplo, é saber analisar e extrair dados de ilustrações corretamente. Afinal, as gravuras não são meros enfeites para as questões, mas peças fundamentais para compreender o enunciado. Quer ficar expert na interpretação de imagens para o Enem? É só continuar lendo este texto!

Qual a importância das imagens para a prova?

Não é à toa que várias questões contêm ilustrações junto do enunciado. Elas são formas de oferecer ou acrescentar informações, fugindo da fórmula básica do bloco de texto. Por isso, é importante treinar a habilidade de compreender e abstrair dados das imagens, além de contextualizá-las dentro da pergunta.

Existem várias formas de gravuras, e nenhuma delas é exclusiva das matérias de humanas: independentemente do tema, todas as áreas fazem uso desse recurso por algum motivo, seja para complementar a questão, ilustrar uma ideia, apresentar dados ou retratar um evento histórico.

Entre os diferentes tipos de imagens, os mais usados são:

quadros, muitas vezes pinturas clássicas, que exibem aspectos da vida ou ideias de um povo em épocas mais antigas;
fotografias de pessoas ou eventos, que contextualizam a questão de alguma forma, como as roupas usadas pelos personagens;
quadrinhos e charges, que contam uma história rápida e, muitas vezes, criticam alguma ideia ou brincam com a língua;
recortes de revistas, com reportagens e notícias de uma época, para sintetizar uma corrente de pensamento;
panfletos e propagandas, para defender um ponto de vista ou convidar as pessoas para alguma atitude.

Como o recurso visual é frequentemente utilizado nas provas, é importante que a interpretação de imagens faça parte do seu plano de estudos. Portanto, não menospreze as questões com imagens e analise cada detalhe, para não deixar passar nada.

Se você faz curso preparatório, fique atento. As escolas de qualidade, como o QG do Enem, incluem a interpretação de imagens nas videoaulas e nas resoluções de exercício — inclusive, analisando a fundo antes de sequer partir para as alternativas. É impossível separar as imagens do enunciado, e os melhores professores deixam isso bem claro para os alunos.

Por fim, observe se os materiais didáticos disponibilizados têm questões com ilustrações. Assim como na resolução de exercícios, observar as gravuras ao longo do estudo dos conteúdos é uma maneira fundamental de treino.

Como fazer interpretação de imagens no Enem corretamente?

Por mais que seja imprescindível fazer uma análise minuciosa das gravuras, não é tão complicado assim. Dê uma olhada nas nossas dicas e garanta o seu acerto nas questões ilustradas.

1. Identifique o objetivo da imagem

Ao olhar para a imagem, é essencial distinguir qual o tipo dela e, consequentemente, a que ela se propõe. Você já viu que uma pintura clássica representa ideias diferentes de uma peça publicitária, por exemplo. O enunciado vai direcionar sua interpretação (se é para a linguagem, para a composição visual, para o conceito etc.), mas só com muito treino será possível extrair todos os dados da imagem.

2. Observe os itens extras

Além dos elementos visuais, a maior parte das imagens conta com alguns componentes que ajudam na interpretação. Títulos, subtítulos e legendas são os exemplos mais comuns. Em alguns casos, como charges, é possível que haja o nome do autor ou a data logo abaixo da ilustração, o que dá indícios de um ponto de vista ou ideia recorrente na época da produção. Já os gráficos têm, obrigatoriamente, a identificação de cada eixo.

3. Conte com seu conhecimento prévio

Relacionar os dados da imagem ao seu conhecimento prévio facilita na hora de decifrar o conteúdo. Em questões de história, por exemplo, você pode ver um panfleto com várias mãos segurando uma foice e um martelo. Graças ao seu conhecimento prévio, você pode saber a qual período pertence e quais as principais ideias retratadas ali. Daí vem a importância de interpretar imagens durante a leitura das matérias.

4. Tenha calma nas análises

Compreender o conteúdo visual requer tempo; as ilustrações não estão lá de forma lúdica, mas sim como uma alternativa aos textos longos. Por isso, é essencial parar e observar sem pressa; nesses momentos, a gestão do tempo durante a prova é essencial. Se tiver pressa, é certeza de deixar passar alguma informação ou elemento crucial para acertar a questão.

5. Releia o enunciado

Depois de analisar a imagem, observar cada detalhe e dissecá-la, chegou a hora de reler o enunciado e ver, exatamente, qual o direcionamento solicitado. Por isso, é essencial ter em mente que a gravura não substitui o texto; eles funcionam em conjunto. Enquanto a prova de português pode pedir para focar em uma figura de linguagem, a prova de geografia pode solicitar uma análise geopolítica de uma imagem semelhante. Fique atento!

6. Redobre o cuidado com gráficos

Se você acha que gráfico é coisa só da matemática, pense de novo. Eles não estão presentes só nas provas de exatas; é comum ver estudos gráficos na biologia ou na geografia, só para citar alguns. Por isso, mesmo que cálculo não seja o seu forte, não subestime a importância dessa classe de imagens.

Estude os tipos mais comuns, como os de barras e pizza. Na hora da prova, tenha atenção com a definição de cada eixo e como eles se relacionam — por exemplo, o quanto algo aumentou ou diminuiu ao longo de um período. Saber como fazer essa associação é a receita para o sucesso.

Entre os elementos usados frequentemente nas questões do Enem, estão os conteúdos visuais. Mais do que um complemento, as gravuras são fonte rica de dados e levam o enunciado a outro nível de exigência.

Embora pareça simples, fazer a interpretação de imagens corretamente requer algumas técnicas que não são adquiridas repentinamente. É preciso minúcia, observação e muito treino para extrair informações sem se desmotivar. As questões ilustradas são a síntese do ditado “uma imagem vale mais que mil palavras”!

Agora que você já sabe da importância do treino para entender os conteúdos visuais do Enem, está na hora de colocar a mão na massa. Que tal entrar em contato com a gente? Aqui, no QG do Enem, você vai aprender interpretação de imagens com os melhores!

O post Veja 6 dicas de interpretação de imagens na prova do ENEM apareceu primeiro em QG do Enem – Cursos Online S.A..

Please follow and like us:
error0