Vestibular indígena da Unicamp registra 1675 inscritos

Vestibular indígena amplia número de vagas e inscritos

Vestibular indígena amplia número de vagas e inscritos
Antonio Scarpinetti/Unicamp

A Unicamp (Universidade de Campinas) divulgou os números da segunda edição do Vestibular Indígena que registrou 1.675 inscritos, um aumento de 170% em relação ao ano passado, que teve 610 inscritos.

Leia mais: Cresce o percentual de alunos de escolas públicas na Unicamp

Este ano, houve ampliação das vagas oferecidas nessa modalidade, que passaram de 72 para 96. Também houve inserção de sete novos cursos.

As duas cidades com maior número de inscritos são do Amazonas: Tabatinga, com 837 candidatos e São Gabriel da Cachoeira, com 513 inscritos. A cidade de Tabatinga foi inserida no Vestibular Indígena esse ano.

Leia mais: “Faremos tudo para garantir as bolsas”, diz reitor da Unicamp

Os cursos mais procurados foram: Enfermagem (398 inscritos), Farmácia (165), Pedagogia (103), Nutrição (95), Administração (88), Educação Física (82), Ciências Biológicas (55), Administração Publica (49), Educação Física Noturno (47) e Engenharia Elétrica (46). A lista completa está na página eletrônica da Comvest.

A prova será realizada no dia 1º de dezembro (seguindo o horário local), nas cidades de Bauru (SP), Campinas (SP), Caruaru (PE), Dourados (MS), São Gabriel da Cachoeira (AM) e Tabatinga (AM). A prova será em língua portuguesa, composta de questões de múltipla escolha e uma Redação, da seguinte maneira: Linguagens e códigos (14 questões); Ciências da Natureza (12 questões); Matemática (12 questões); Ciências Humanas (12 questões); e uma Redação.

O programa de estudos para a prova está disponível no Edital, na página da Comvest.

Powered by WPeMatico

Please follow and like us:
error0