Física como estratégia no Basquete – Guajara Hoje

Física como estratégia no Basquete

O basquete é um dos esportes mais populares do mundo e não é difícil entender como a física se apresenta nesse esporte tão querido; seja em lançamentos de 3 pontos ou enterradas que fazem um arena inteira levantar em euforia. Portanto, veremos aqui as nuances por trás dos lances que agraciam o esporte.

DriblesPrimeiramente, um dos fatores principais numa partida de basquete é o quique da bola, que no esporte é chamado de drible. Para que o jogador possa se movimentar com a posse da bola, é necessário que ele a quique no chão para que não seja penalizado.
Para que o drible seja realizado, o jogador aplica uma força na bola, que a empurra para o chão enquanto o chão reage com uma força igual para que o drible aconteça. Se você notou algo familiar é porque estamos falando das 3 leis de Newton.Vemos a atuação da 1ª lei no momento em que o jogador aplica uma força na bola, a 2ª lei é responsável pela aceleração e direção e, por fim, a 3ª lei surge no momento em que a bola bate no chão e é empurrada de volta para a mão do jogador, com uma força de mesma intensidade.

Caso tenha dificuldades maiores nesses assuntos, o QG do Enem conta com um curso perfeito para solidificar seus conhecimentos em ciências exatas com: resumões, resolução de exercícios e muito mais! clique aqui para saber mais.

EnterradasA National Basketball Association, conhecida como NBA que é a liga estadunidense de basquete, celebra todo ano o “fim de semana das estrelas”, onde os melhores jogadores se reúnem para realizar gincanas e um jogo entre eles. Nessas gincanas, há o torneio de enterradas, onde um jogador deve realizar a enterrada mais criativa para vencer.Para que um jogador consiga realizar uma enterrada, é necessário que ele pule – e alto – para isso ele precisa de impulsão para que sua mão possa chegar perto da cesta.
Nosso amigo Newton vai nos ajudar mais uma vez, já que um salto sempre utiliza da lei da ação e reação, uma vez que aplicamos uma força no chão, que nos devolve a força com mesma intensidade e sentido contrário. No momento em que o jogador chega ao ápice de seu salto, ele cai por ação da energia potencial gravitacional que usa a gravidade para puxar o jogador de volta para o chão.

basquete
Blog QG do Enem

Para ratificar isso em um exemplo, utilizaremos as medidas de Michael Jordan, onde
massa = 98kg
envergadura = 2,70m
altura da cesta oficial = 3m

Considerando a aceleração da gravidade a 9,8m/s², temos que:

Obs.: h é a distancia entre a envergadura e a altura da cesta oficial.

Epg = m.g.h
= 98kg * 9,8 m/s² * (2,70 – 3m)
= 98kg * 9,8 m/s² * 0,3m
Epg ~= 288J

Ou seja, Jordan teria um trabalho de, aproximadamente, 288J para executar uma enterrada.

Por fim, a física que envolve os lançamentos já apareceu em uma matéria aqui no blog, falando mais sobre lançamentos oblíquos e parábolas. Para os fãs de documentários, saiu recentemente no Netflix a série The Last Dance que conta mais sobre a carreira de Michael Jordan, vale a pena conferir!

Curtiu o texto? clique aqui para ler mais textos como esse e se inscreva em nosso canal no youtube

O post Física como estratégia no Basquete apareceu primeiro em Blog do QG do Enem.

Powered by WPeMatico

Please follow and like us: