Garoto é preso por ameaças racistas a atacante e alusão à Klu Klux Klan – Guajara Hoje

Garoto é preso por ameaças racistas a atacante e alusão à Klu Klux Klan

O jogador compartilhou registros de mensagens enviadas por um suposto fã do Aston Villa  que faz alusão à Klu Klux Klan, organização racista criada no século XIX nos Estados Unidos

Junto às mensagens, enviadas de forma privada para o Instagram do jogador, o fã racista mandou duas fotos

A postagem rapidamente ganhou grande repercussão e a polícia inglesa passou a investigar o caso

“Nós fomos alertados sobre uma série de mensagens racistas enviadas a um jogador de futebol. Depois de buscas e verificações, nós prendemos um garoto”, disse a polícia, em nota

Depois da morte do norte-americano George Floyd, que originou a campanha Vidas Negras Importam e uma série de protestos, a liga colocou como protocolo em seus jogos o apoio à causa

O ato lembra o gesto do jogador de futebol americano Colin Kaepernick, que dobrou os joelhos durante a execução do hino nacional dos Estados Unidos, em 2016, protestando contra o histórico de violência policial contra os negros no país

O Aston Villa, time pelo qual o garoto torce, também lamentou o ocorrido: “Nós lamentamos estas mensagens racistas repulsivas enviadas a Wilfried Zaha. Condenamos todas as formas de racismo e discriminação e estamos juntos com o Crystal Palace

“As pessoas precisam entender que, independentemente da sua idade, seu comportamento e suas palavras têm consequências e você não pode se esconder atrás das mídias sociais. É importante que as empresas de mídia social façam o que fizeram ontem e procurem esses indivíduos e os removam”

Nascido na Costa do Marfim, ele defendeu a Inglaterra toda a categoria de base e chegou a ser convocado pelo time principal, mas em 2017 optou pela seleção de seu país natal em 2017

Powered by WPeMatico

Please follow and like us: